EP idiom of the week (#145): cascos de rolha

Quando chega a primavera, é normal que as pessoas tenham maior tendência para querer passar mais tempo fora de casa. Ainda que não nos possamos queixar do nosso clima (é possível ter várias semanas de inverno relativamente amenas e sem chuva e igualmente algumas semanas bastante chuvosas na primavera), o ciclo de reflorescimento da natureza e a aproximação ao Verão deixa os portugueses geralmente mais bem-dispostos e dispostos a passear!

Alguns decidem ir para lugares longínquos e/ou inauditos (ou seja, longe do sítio onde vivem e/ou sítios de que nunca ninguém ouviu falar). Felizmente, a língua portuguesa tem uma série de expressões para esses sítios longínquos! Uma delas é “cascos de rolha” (rolha é aquilo que se coloca numa garrafa para impedir que saia o que está lá dentro), e outras incluem “o bilhar grande e “para lá do sol posto“.

champagne-cork-1350404_960_720

Quando alguém “vai a cascos de rolha” ou “vai ao bilhar grande” para fazer alguma coisa, significa que teve de ir a um sítio longínquo, de difícil acesso, ou mais afastado de casa para fazer uma atividade! São expressões muito engraçadas, cuja etimologia foi escondida pelos vários anos de uso e cuja tradução literal soaria muito estranha (como no caso da maioria da expressões idiomáticas, claro).

Conhecem mais alguma expressão de significado semelhante em português? Existe alguma expressão igual ou pelo menos com o mesmo sentido na vossa língua materna? Partilhem-nas conosco nos comentários!

Desejos de uma boa primavera (e de um bom outono, para quem nos lê no hemisfério sul) e continuação de bons estudos para todos!

6 thoughts on “EP idiom of the week (#145): cascos de rolha

  1. Josef Correia Herbert March 21, 2018 / 3:54 pm

    Na Austrália, dizemos ‘it’s in woop woop’. Significa que alguma coisa fica longe de tudo. A palavra quer emular uma palavra dos aborígenes, porque nas línguas deles, têm muitos sons que repetir.

    Liked by 1 person

    • luisdomingos March 21, 2018 / 4:45 pm

      Que interessante! Não fazia ideia :) Obrigado por partilhares essa expressão conosco :)

      Liked by 1 person

  2. Patricia Eckmeier March 22, 2018 / 4:54 pm

    Em espanhol: (México) : “Está en el quinto infierno” :-(

    Liked by 1 person

    • luisdomingos March 22, 2018 / 5:00 pm

      Que interessante! “O quinto dos infernos”, uma expressão semelhante em português, é usada quando alguém está enfurecido ou com raiva! 😤😁

      Like

  3. Ricardo Cambraia June 10, 2018 / 8:08 pm

    Aqui no Brasil utiliza-se:
    – Fulano foi para a Cochinchina consertar o carro.
    – Lá onde o vento faz a curva
    – Onde Judas perdeu as botas.
    – No nordeste: usa-se: Ricardo foi resolver um problema na baixa da égua ( muito informal)

    * Cochinchina, região que corresponde ao sul do .Vietnã.

    “cochinchina”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/cochinchina [consultado em 10-06-2018].

    Liked by 1 person

    • luisdomingos June 10, 2018 / 10:47 pm

      Obrigado pela informação, Ricardo! Por aqui também se usa “ir para a Cochinchina”, pelo menos eu já ouvi :)

      P.S. Para os leitores que são estudantes do português de Portugal (europeu), o nome do país do Sul da Ásia é [o] Vietname; é um dos casos em que existem diferenças entre as duas variantes.

      Tl;dr In European Portuguese, Vietnam (the country) is known as [o] Vietname.

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s