EP idiom of the week (#157): não perceber patavina

Hoje, dia 13 de junho, celebra-se um dos dias mais importantes do calendário para os lisboetas – falo do Dia de Santo António, um dia feriado para quem trabalha e estuda na cidade, sendo que a noite anterior ao feriado é de festa, com muita comida e diversão nas ruas. Estas celebrações, que pouco têm de religioso, estão ainda assim incluídas nas festividades dos Santos Populares – referência às festas que ocorrem durante o mês de Junho associadas aos dias de Santo António, São João (por exemplo, no Porto) a 24 de junho e São Pedro a 29.

A expressão do dia de hoje tem uma relação curiosa com o Dia de Santo António; o santo, antes de o ser, era um homem que nasceu em Lisboa mas viveu muitos anos na cidade italiana de Pádua (em italiano, Padova), ficando conhecido também por Santo António de Pádua. Os habitantes de Pádua são conhecidos por patavinos, mas a origem da expressão do título não está relacionada com a história do santo.

Como referido neste artigo do Ciberdúvidas da Língua Portuguesa, provavelmente a expressão “não perceber patavina” diz respeito ou às obras de Tito Lívio ou à presença de religiosos patavinos em Portugal durante a Idade Média. Independentemente das origens da expressão, retiramos dela o seu significado: não perceber nada, não compreender nada.

Continuação de boa semana!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s